NEWSLETTER MARÇO/2021

Missão - Promover a produção, o compartilhamento e a disseminação de conhecimentos técnicos aplicados ao setor elétrico, como indutor da qualidade de vida sustentável.

Visão - Ser reconhecido nacional e internacionalmente como referência na produção e na gestão do conhecimento técnico aplicado ao setor elétrico, assim como, na articulação entre todos os seus agentes.

Valores - Competência Técnica, Ética, Transparência, Imparcialidade, Crescimento e Valorização dos Associados e Trabalho Voluntário com Profissionalismo.

O DIREITO A TER DIREITOS

A essência dos Direitos Humanos é o direito a ter direitos.
(Hannah Arendt – 1906 - 1975)

8 de março – da sua formalização

O ano é 1975. 08 de março. Quando foi então decretado pela ONU como a data internacional comemorativa às mulheres – em consideração a todas as lutas que começaram a despontar lá no século XIX. Ainda que a ideia de um gênero como categoria analítica, como base para explicar porque essa diferença entre homens e mulheres não seja natural, mas sim parte de convenções sociais, tenha nascido por volta dos anos 40 com Simone de Beauvoir e sua obra que a consagrou na filosofia existencialista mundial - no caso, o Segundo Sexo.

Apesar da escritora ser considerada um marco do feminismo que se estendeu posteriormente em uma gama de vertentes, nossa tônica dessa edição será especificamente a reflexão sobre direitos e a busca por equanimidade. Para tal, seguimos com a nossa homenagem com a menção às pensadoras femininas de peso na história, incluindo a filósofa e teórica política alemã, Hannah Arendt, que abre o nosso editorial.

Harmonia por oposição

Em novembro de 2020 trouxemos para reflexão conceitos orientais sobre a questão da dualidade que rege o mundo com suas polaridades – yin e yang. Estes, quando se projetam sobre a espécie humana, geram o masculino e o feminino, que não são idênticos, mas são perfeitamente complementares (sem hierarquia). Reconhecendo essa dualidade, chegamos à unidade, à harmonia – alcançando, portanto, a grande síntese, que é a sabedoria. Esse é o objetivo de toda evolução.  

Na ocasião colocamos que o intuito de uma abordagem abstrata das concepções sobre as polaridades foi para trazer uma reflexão e aplicação dentro da esfera do nosso contexto social atual - que passou por diversas transformações históricas e, junto com elas, distorções de conceitos antigos. Nesse caso, com relação ao arquétipo do feminino especificamente, que outrora, em tempos muito longínquos tinha um papel respeitado pela coletividade.

Luz sobre as Mulheres

Ainda em novembro de 2020, uma parceria foi realizada com a Memória da Eletricidade na transmissão de episódios especiais de webinars da série #paposdeenergia – Luz sobre as Mulheres. Na oportunidade foram suscitados temas relacionados à mulher - suas conquistas e desafios na sociedade moderna pós-industrial, dentro da nossa conjuntura histórica e do campo do setor elétrico.

Em março deste ano, por ocasião da data solenizada em questão, fazendo parte da nossa esteira de tributos à figura feminina, mais um episódio especial foi ao ar. Dessa vez com uma novidade no escopo: nossa conselheira Solange David, advogada e historiadora, apresentou um panorama histórico com os principais acontecimentos na trajetória da luta feminina pela conquista de um lugar ao sol, revindicando, sobretudo, direitos iguais.

O impacto da linguagem na sociedade

Não podemos deixar de citar um 2º diferencial desse debate. Solange trouxe ainda para o público, de forma expoente, considerações sobre o significado das palavras com envolvimento aos movimentos sociais.

Ressaltamos aqui a importância da língua e o impacto que a mesma exerce na sociedade e suas interações. Não é por menos que nosso conselho editorial apresenta, com frequência, a etimologia de palavras na tentativa de refletir sobre os acontecimentos e fenômenos sociais pelos quais atravessamos.

Pois bem. Linguagem (no caso, a oral e a escrita) é muito mais que uma série de palavras formadas por uma sequência de sílabas e fonemas que pronunciamos/escutamos, lemos/escrevemos. São nossos instrumentos pelos quais nos relacionamos e mediamos práticas discursivas, produzindo posicionamentos, enunciados e interações dialéticas com propósitos de mudanças, delineando concepções e variações de um mundo social, determinado por seu contexto.

Exemplo dessa prática social proporcionada pela linguagem são os termos elencados por Solange, com destaque para os sufixos ismos, incluindo o feminismo, que é o cerne da nossa reflexão – representando, portanto, sistemas políticos, religiões, ideologias, entre outros. Essas desinências articulam ideias de um conjunto de regras que muitas vezes nasceram como contraponto a uma necessidade imediata de transformação de um contexto existente.

Por um mundo melhor

O nosso objetivo com essa breve explicitação é trazer para o consciente de todos, que mesmo com todos os alcances das gerações anteriores, ainda se observa uma iminência de intervenções que aumentem o restabelecimento do direito de posicionamento da mulher.


Mesmo com toda luta envolvendo um conjunto de movimentos políticos, sociais, ideologias e filosofias - desde as ondas dos movimentos feministas do século XIX, passando pela elevação de um primeiro degrau de uma consciência crítica através de Simone de Beauvoir, até às variadas correntes do feminismo contemporâneo, como o feminismo da diferença, o feminismo radical, os feminismos pós-coloniais e multiculturais e o feminismo negro -  é observada uma ânsia pelo aprimoramento e pela ampliação do papel e dos direitos das mulheres na sociedade.


Essa necessidade pode ser verificada em uma ocorrência recente com uma declaração conjunta apresentada pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU, no dia 08 de março deste ano. O documento versava, em linhas gerais, sobre um projeto prevendo ações pela proteção dos direitos das mulheres e por avanços em ações de igualdade de gênero.

Mais adiante, na matéria sobre o webinar Luz Sobre as Mulheres – Equidade de Gênero no Setor Elétrico – mencionamos que muitos países não aderiram, inclusive o Brasil.

Aqui retornamos à filósofa francesa Simone de Beauvoir, convidando todos a pensar com suas perguntas seminais que originaram sua obra citada no início deste editorial: 

Onde está a raiz dessa desigualdade?

Por que a mulher não é tão livre quanto deveria ser?

Como sempre gostamos de reforçar, a dedicação de nossa instituição não é defender partidos, mas sim colaborar por um mundo mais integrado – esse foi o motivo do CIGRE-Brasil abraçar a causa dessa iniciativa de incentivar uma maior participação feminina no setor elétrico. Afinal, nossa missão é "promover a produção, o compartilhamento e a disseminação dos conhecimentos (...)  atuando como indutor da qualidade de vida sustentável", em alinhamento com os objetivos da ONU.

Nossa preocupação é atuar em consonância com o que prega o feminismo da diferença seguindo a direção do construtivismo de Beauvoir, salientando a importância da educação - elemento amplamente levantado por ambas as nossas especialistas convidadas deste último episódio do Luz sobre as Mulheres. Desde que seja uma educação baseada no cuidado e na empatia, não se concentrando unicamente nas meninas / mulheres. Para ser proveitosa é preciso que torne o  mundo melhor  - deve ser, portanto, estendida a todos os seres humanos, sem distinção.

Juntos somos mais!

| Webinar Luz sobre as Mulheres - Equidade de Gênero no Setor Elétrico

O projeto dos webinars iniciado em 2020 retorna com peso em 2021. Rompendo a fita para a estreia deste ano, mais um episódio da série #paposdeenergia – Luz sobre as Mulheres – parceria entre CIGRE-Brasil e Memória da Eletricidade – foi ao ar, no dia 15.03.21.

O propósito foi conceder uma homenagem às mulheres, aproveitando não só o ensejo do mês em que se comemora o dia 08 de março -  Dia Internacional da Mulher – como também para reforçar o posicionamento do CIGRE e seu engajamento na causa de um mundo mais inclusivo, equitativo e, sobretudo, integrativo.

Luz sobre as Mulheres – Equidade de Gênero no Setor Elétrico

Desta vez a conversa foi conduzida pela Estrategista de Mídias da Memória da Eletricidade, Leila Guimarães, com o tema Equidadede Gênero no Setor Elétrico.

O bate-papo começou com uma breve introdução da nossa Diretora de Assuntos Corporativos e Consultora em Linhas de Transmissão Subterrâneas, Carla Damasceno, anunciando as palestrantes convidadas pela curadoria das equipes envolvidas, além da dinâmica do webinar.

________

 “A trajetória da conquista passa pela educação, pelo empenho e muito trabalho”

"Juntos, homens e mulheres alcançam melhores resultados. Melhores e mais inteligentes do que cada membro individual de um determinado grupo" (Carla Damasceno, Diretora de Assuntos Corporativos do CIGRE-Brasil)
________

Palestrantes – Solange David e Janaína Gomes

Solange David, Advogada, Professora de Direito na USP e membro do nosso Conselho Administrativo, começou o debate de uma forma diferente, sugerida pela Carla, em relação aos  outros encontros realizados: aproveitando a sua formação como historiadora, a tônica de sua fala trouxe o contexto dos elementos e movimentos históricos que ocorreram ao longo do tempo e que hoje carregam o simbolismo do dia 08 de março.

Elencou vários movimentos de reivindicação ao longo da história como abolucionismo, sindicalismo, sufragismo, feminismo e etc, além de conceitos como igualdade e diversidade, chamando a atenção para os sufixos das palavras, colocando o que os seus significados representam. No caso dos ismos, os mesmos representam sistemas políticos, religiões, ideologias, entre outros. A importância que levantou é que esses sufixos possuem uma ideia de seguir um padrão, um conjunto de regras, que muitas vezes podem segregar a posição de determinadas categorias, classes ou ainda gêneros. Como é o caso da segregação da mulher – razão pela qual surgiu o feminismo, em resposta à uma urgência de mudança do sistema vigente.

Com relação ao sufixo dade, os mesmos conferem a classificação de substantivos abstratos às palavras em questão, que foram inseridas nesses movimentos políticos, isto é, nesses sistemas de regras estabelecidas que buscavam considerar padrões. Ela levantou sobre a representatividade dessas palavras serem uma contraposição a esses movimentos. São mais do que termos. São símbolos de luta e de resistência também, sempre presentes nos movimentos dos ismos, ainda que nem sempre de forma clara e aberta.

O nascimento do dia 08 de março – contexto histórico e personagens de destaque

Solange trouxe um levantamento de datas  e personagens históricas, em diferentes movimentos e épocas, que despontaram lá no século XIX, com a origem operária do dia 08 de março, até chegar em 1975 -  com a então oficialização da ONU, estabelendo o dia 08 como a data comemorativa que conhecemos hoje.

Estes movimentos precedentes, onde alguns culminaram em um fim trágico, reivindicavam não só por redução da jornada de trabalho, equidade salarial e de participação nas composições/  decisões políticas e direito ao voto, como também levavam um olhar feminino importante na busca de uma data comemorativa - como é a figura da Clara Zetkin, que estava ao centro do partido socialista alemão, que suscitou a ideia de uma data específica para demonstrar a luta das mulheres.

Trouxe ainda o destaque de Tereza de Benguela, que teve um papel importante na historigrafia brasileira – sua figura foi resgatada por historiadoras e intelectuais femininas, como exemplo de movimentos de reivindicação não só política como social, tendo liderado movimentos de resistência que por mais de duas décadas lutaram contra o aprisionamento. Desde 2014, pelo Decreto 12.987, no dia 25.07 não é só comemorado o dia de Tereza de Benguela, como também é celebrado o dia da Mulher Negra.

Ruth Bader foi outra personalidade histórica que compôs apresentação. A 2ª ministra da Suprema Corte norte-americana (falecimento em 2020) possuía em seu discurso em prol da igualdade o fato de que não era “discordar por discordar”. Mas justificar e acreditar que essa discordância vai fazer a diferença, talvez não hoje, mas amanhã. O importante é a continuidade pela luta.

Uma luta que alcançou muitos feitos, mas que ainda tem muitos obstáculos. Para refletir e ilustrar, Solange levou a informação sobre a declaração conjunta de mais de 50 países, para marcar o Dia Internacional da Mulher, no Conselho de Direitos Humanos da ONU, no dia 08 de março, de 2021.

O documento em questão pede proteção pelos direitos das mulheres e por avanços em ações de igualdade de gênero. Ações essas que o governo brasileiro decidiu não fazer parte, uma vez que não se encontra na lista dos 53 países que assinaram.

Ainda sobre a ONU, a advogada trouxe o quadro dos objetivos de desenvolvimento sustentável da organização. Colocou que são 10 anos de trajetória e de um movimento de transição, incluindo a energética. Isso porque o setor energético tem o seu papel nessa busca. Seria, no caso, uma transformação social - fazer da energia um elemento da inclusão social, da redução da desigualdade, abraçando a meta de desenvolvimento sustentável da ONU nº 5 – Igualdade de Gênero – dentre outras 16 metas desta organização

VISÃO GLOBAL – SÉCULO XXI – Desenvolvimento sustentável

Em complemento a esse movimento a palestrante levantou sobre a questão do rebalanço global que fala da visão de economia, meioambiente e de comportamento, como sendo todo o empenho para uma integração e não segregação.

Como sempre presente em suas falas, Solange atentou para a importância da educação e colocou que a energia elétrica está presente nessa ação. A preocupação é que com a ausência de educação possa ocorrer uma desegregação social. Acredita que todo o esforço envolvido é no auxilio para que isso seja alcançado por toda a sociedade, quando irá efetivamente se desenvolver.


Sobre o papel do setor de energia nessa mobilização, ao final, Solange fez um comparativo da estrutura do CIGRE atual com o de 1921 -  na ocasião da sua fundação. Hoje a participação feminina se faz consideralvemente mais presente, ainda mais considerando a ausência da participação feminina na 1ª edição do CIGRE SESSION.

É o CIGRE, também como um ator no ramo de energia, na tentativa de ser um agente de mudança, como sempre falamos nos nossos editoriais – de estarmos engajados com essa iniciativa por uma sociedade mais equilibrada, integrada, colaborativa. Uma sociedade sustentável.


Janaína Gomes da Costa
, a 2ª palestrante, é Engenheira de Projetos na CEMIG, Professora na PUC Minas e membro do nosso Comitê de Estudos A2 – Transformadores.

Assim como Solange, Janaína também trouxe pontos para reflexão sobre a figura feminina, embora diferente do prisma histórico. Levantou a questão dos estereótipos masculino e feminino, já aplicados desde as brincadeiras das crianças. Atentou que como esses padrões interferem na liberdade de escolha das profissões e que por conta desses padrões acaba sendo um processo inconsciente, uma vez que, segundo profissionais de psicologia, as habilidades de uma pessoa aparecem ainda na 1ª infância. Por conta não só desses modelos de comportamento impostos pela sociedade, mas também a cultura – que são lentes através da qual vemos tudo e que influencia na nossa visão de mundo, essas aptidões muitas vezes acabam sendo tolhidas e acarretando na liberdade de escolha.


Janaína também se preocupou e nos trouxe os conceitos das palavras, tendo realizado uma pesquisa sobre os sinônimos de igualdade e equidade. Sendo a 1ª a igualdade entre pessoas de um mesmo grupo e a 2ª a consideração das mesmas oportunidades. Assim, homens e mulheres são iguais em dignidade.


Mas ainda que esses termos carreguem esses significados, ainda há diferenças de oportunidades entre os dois gêneros, tanto que a ONU se propôs a elaborar um documento que visa ações em prol da diminuição desse hiato.

E fazendo coro com essa linha de atuação, Janaína colocou que mesmo com todas as dificuldades, o que motiva é o conhecimento de um trabalho que agrega valor, em fazer parte de instituições que buscam essas mudanças, imbuídas com o desenvolvimento sustentável – que é o grande do desafio da geração atual: o compromentimento em fazer surtir efeito nas próximas gerações. Mostrar com o exemplo, sendo o espelho de que é possível sim seguir a trilha de uma trajetória de sucesso. Aquela que contribui para uma sociedade melhor, mais igualitária, que independe de gênero e que demanda mais habilidades conquistadas através de educação formal, leitura variadas e técnicas e relacionamentos interpessoais, com muito intercâmbio e cooperação, bem como preza a responsabilidade da nossa instituição, que comemorou com aquelas que há mais de dois séculos clamam pela urgência do restabelecimento do direito de posicionamento da figura feminina.

Como que tudo foi abordado pelas nossas expoentes especialistas, o CIGRE-Brasil promove ações de incentivo ao ingresso de mulheres no setor de energia, como também busca por equidade e, sobretudo, integração, possa contribuir para um maior conscientização da sociedade.


Nossa compromisso, acima de tudo, é agregar valor ao mundo, ser parte da realização humana. Estamos imersos na construção de seres humanos melhores, fazendo  valer a frase de Marco Túlio Cícero (106 - 43 a.C) - "Certifica-te de que és fator de soma para a pessoas de cujas vidas participas".

Confira o webinar na íntegra no canal do youtube da Memória da Eletricidade.

| CENTENNIAL SESSION 2021

_________


CIGRE CENTENNIAL SESSION


20 A 25 DE AGOSTO DE 2021

________

O CIGRE-Brasil anunciou recentemente os regulamentos para participação de associados e não associados não pertencentes à delegação do CIGRE-Brasil.

Divulgamos os links abaixo para acesso:

1- Às informações de valores, prazos e demais procedimentos de inscrição
2 - Ao Formulário de inscrição

Mais informações
Formulário de inscrição

| Comemoração dos 64 anos  - projeto Memória Furnas

Para comemorar seus 64 anos, FURNAS lançou uma exposição virtual em que os colaboradores e ex-colaboradores são os protagonistas.

A mostra FURNAS 64 anos. O nosso brilho ilumina essa história, que pode ser conferida em www.furnas-nosso-brilho.com.br, integra o Projeto Memória Furnas, realizado em parceria com o Museu da Pessoa, cujo o objetivo é preservar a história da companhia por meio das memórias e experiências dos colaboradores. A exposição conta a trajetória da empresa desde a inauguração, seus valores e identidade pela ótica dos funcionários e ex-funcionários, com fotos, vídeos e depoimentos que retratam um pouco dos 64 anos da empresa.

Além de imagens históricas da construção de empreendimentos, o conteúdo apresenta iniciativas desenvolvidas por FURNAS, ações sociais e operações em campo. O acervo da exposição está organizado em quatro eixos temáticos: FURNAS das pessoas, que busca identificar a cultura da empresa, seus valores e identidade, com foco nas pessoas que fazem parte da história da companhia; Nação FURNAS, que traz a contribuição da empresa para a história e o desenvolvimento nacional; Inovação e Tecnologia, que valoriza o corpo técnico de FURNAS e apresenta ao público as pesquisas de ponta da empresa; e Cápsula do tempo, um olhar para o futuro e o legado que será deixado pela empresa. 


Para conferir a exposição virtual acesse o site de Furnas, em nosso brilho.

Leia mais sobre Furnas, a Empresa Organizadora da 26a edição do SNPTEE,  na Seção Memória da próxima revista EletroEvolução, edição de junho/2021

| Webinar Regulatory Frameworks for Cybersecurity in the Electricity Sector

Nosso Diretor Técnico, Iony Patriota de Siqueira, DSc., foi o mediador, do Webinar Internacional Regulatory frameworks for cyber security in the electricity sector, dando continuidade ao debate acerca do tema Segurança Cibernética realizado no dia 24.03.2021.

O objetivo do evento, promovido pelo GESEL - Grupo de Estudos do Setor Elétrico - UFRJ em parceria com o CIGRE-Brasil, é apresentar a evolução dos arcabouços regulatórios europeu e norte-americano para a segurança cibernética no setor elétrico, além dos principais desafios enfrentados nesse âmbito e as lições para o caso brasileiro.

📌Confira a programação e especialistas presentes:

▪️Dr. Leo Simonovich (Vice President e Global Head da Siemens): "Panorama Geral da Segurança Cibernética no Setor Elétrico, com Ênfase nas Principais Tendências e Desafios".

▪️Giovanna Dondossola (Leading Scientist da RSE SpA): "Experiência Europeia e a Evolução do Marco Regulatório para a SC."

▪️Dennis Holstein (CEO do OPUS Consulting Group): "Evolução do Arcabouço Regulatório Norte-americano para a SC no Setor Elétrico."

▪️Bruno Mazeto (Especialista da ANEEL): "Status e Perspectivas da Regulação da Segurança Cibernética no Setor Elétrico Brasileiro."

| Brochuras Técnicas

Grupo de Trabalho B1.11 

Mais uma contribuição de peso dos especialistas que fazem parte da equipe de voluntários do CIGRE-Brasil.

É o caso da conclusão da Brochura do Grupo de Trabalho (GT) B1.11 Critérios de Manutenção em Redes Subterrâneas de Energia Elétrica em Condomínios.


Do objetivo

O projeto teve à frente o membro do Comitê de Estudos B1 -  Cabos Isolados, Daniel Bento. Como objetivo estava o estabelecimento dos critérios mínimos exigíveis para realizar a gestão e manutenção de redes de distribuição subterrâneas de energia elétrica localizadas dentro de condomínios residenciais e comerciais.

O trabalho apresenta as formas possíveis de instalação de equipamentos como chaves e transformadores, bem como em relação à instalação dos cabos elétricos, tanto de média tensão como de baixa. Em relação à gestão dessa rede, o trabalho possui a ênfase na manutenção de elevado nível de confiabilidade com o menor esforço possível. Para que possa ser realizado o planejamento das ações a serem realizadas, é preciso que exista um inventário com a descrição de todos os ativos que compõem a rede de distribuição subterrânea, o que é descrito no trabalho.

Como toda ação do CIGRE-Brasil projeta melhorias para a sociedade, a BT visa atender às necessidades das redes subterrâneas semelhantes as instaladas na Universidade de São Paulo.Dessa forma, os gestores da manutenção das redes elétricas da USP poderão utilizar a BT como referência para o plano de manutenção.

Confira na íntegra BT 030 - B1.11, no novo site do CIGRE-Brasil, em Publicações - disponível para associados.

Grupo de Trabalho B4.38

O Comitê de Estudos B4 - Elos de Corrente Contínua e Eletrônica de Potência também encerrou recentemente um ciclo de anos de trabalho, tendo à frente da força-tarefa o Convenor Antônio Ricardo Carvalho. Dentre os colaboradores dos membros do CE também esteve envolvido no GT, o secretário Paulo Max Maciel.

O resultado da criação do  Grupo de Trablho B4.38, que envolveu muita dedicação, competência, colaboração e perseverança, foi a conclusão da Brochura Técnica Simulação de Elos CCAAT e FACTS.


Do escopo do estudo

Com a introdução em larga escala, de novas tecnologias voltadas à transmissão de energia elétrica em altas potências a longas distâncias, os estudos e a análise dos fenômenos que podem ocorrer durante a operação do sistema elétrico naturalmente tornam-se cada vez mais complexos. Por exemplo, no caso do sistema brasileiro assistiu-se, na última década, o início da operação dos dois elos de corrente contínua responsáveis pelo escoamento da geração das usinas hidrelétricas do rio Madeira (UHE Jirau e UHE Santo Antonio) e, mais recentemente, outros dois elos CCAT que fazem parte da expansão da capacidade de transmissão da interligação Norte-Sul devido à entrada em operação do complexo hidrelétrico de Belo Monte, no rio Xingu. Estes troncos de transmissão CCAT, juntamente com os dois bipolos do elo CCAT de Furnas, associados à usina hidrelétrica de Itaipu, entregam energia à região sudeste do Brasil, formando o que se denomina como um sistema HVDC Multi-infeed.

Este tipo de configuração, caracterizada pelo reduzido distanciamento elétrico entre os terminais inversores, precisa ser estudada adequadamente para fins de uma operação segura de todo sistema elétrico.

Do legado

A equipe envolvida no estudo, para firmar mais uma vez a misão do CIGRE-Brasil, espera que o lançamento deste documento possa ser de grande valia para as gerações mais novas de engenheiros eletricistas (e mesmo, para as mais antigas também).

__________

A BT 029- B4.11, no novo site do CIGRE-Brasil, em Publicações - disponível para associados.

Texto

| III SENCESF

O III SENCESF já é uma realidade! O nosso seminário que aconteceria em março de 2020, às vésperas de sua realização precisou ser adiado, diante dos acontecimentos que se seguiram no início da instauração da pandemia da COVID-19.

Formato on-line

A Comissão Organizadora anunciou o seu retorno, com uma novidade: em formato on-line, no dia 28.04.21.

O III SENCESF contará com diferenciais como transmissão on-line, legendas em inglês para os palestrantes internacionais, bem como inclui em sua programação apresentação de vídeos de visitas técnicas no Laboratório Fotovoltaica da UFSC e nas instalações fotovoltaicas da CGT Eletrosul e da Engie.

INFORMAÇÕES:

As 10 palestras a serem apresentadas, assim como os vídeos das visitas, serão disponibilizadas aos inscritos a partir do dia 19.04.2021, segunda-feira da semana anterior à data do evento

Os participantes poderão assistir palestras antecipadamente, bem como formular perguntas a cada palestrante.

No dia 28.04.21 será realizado o seminário on-line, antes dos painéis de debate.

Acesse o site, confira a programação, valores de inscrição e participe!



INSCREVA-SE

| Calendário de Eventos 2021

XV STPC - Caderno de Patrocínio - a 15ª edição do Seminário Técnico de Proteção e Controle já tem data marcada. Será mais um evento sediado pela capital carioca, promovido pelo Comitê de Estudos B5 - Proteção e Automação e com a organização da  Taesa - agora em NOVA DATA, de 25 a 28.10.21, no Hotel Windsor Barra.

A comissão organizadora convida a todos os parceiros para esse encontro com a divulgação do projeto de patrocínio e também informa que as inscrições estão abertas no site do evento

XVI EDAO - Nova data agendada- CIGRE-Brasil e Copel, como comissão organizadora, anunciam a NOVA DATA do encontro - 07 a 09 de junho de 2021. Com a novidade de que será no formato on-line, em adaptação à nova conjuntura.

A 16ª edição do Encontro para Debates de Assuntos de Operação, promovido pelo Comitê de Estudos C2 - Operação e Controle de Sistemas além de contar com palestras técnicas, aulas gravadas, anúncios e stands virtuais, está com duas boas novas: em janeiro teve o lançamento do seu caderno de patrocínio e agora, em fevereiro, a abertura das inscrições.  

Acompanhe e participe através do site do evento.

IX SMARS: Seminário adiado A nona edição do Seminário Brasileiro de Meio Ambiente e Responsabilidade Social no Setor Elétrico tem sua nova data confirmada para o período de  18 a 20 de maio de 2021, ainda na capital carioca, com a parceria da Elera Renováveis como Comissão Organizadora.

Assim como outros eventos da instituição, devido à conjuntura atual que envolve a propagação do COVID-19, por orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde) e diretrizes do Governo estadual do Rio de Janeiro e demais cidades, o evento teve sua data alterada.

____________


Mais novidades!

O seminário conta com mais novidades: será em formato On-Line e, excepcionalmente, nesta edição as inscrições serão gratuitas. As informações sobre a programação, bem como a realização das inscrições, podem conferidas no site do evento.

XV SEPOPE - O 2º semestre de 2021 vem com a retomada dos eventos promovidos pelo CIGRE-Brasil, dentre eles o tradicional SEPOPE - Simpósio de Especialistas em Planejamento da Operação e Expansão de Sistemas de Energia Elétrica.

Desde 1987, na ocasião da sua 1ª edição, o simpósio acontece a cada dois anos e se tornou um verdadeiro fórum internacional para discussões técnicas e científicas sobre o Planejamento da Operação de Sistemas de Energia Elétrica.

O encontro, agora em sua 15ª realização, tem data marcada: de 09 a 12.11.21, em Foz do Iguaçu. Desta vez com o Apoio e a sempre parceria na organização, da Itaipu Binacional, apresentando os assuntos preferenciais, sempre em sintonia com as questões relevantes e atuais no cenário dos sistemas internacionais de energia elétrica - todos com temas relacionados aos 06 Comitês de Estudo do Grupo de Sistemas do CIGRE:


C1 – Desenvolvimento de Sistemas Elétricos e Economia
C2 – Operação e Controle de Sistemas

C3 – Desempenho Ambiental de Sistema
C4 – Desempenho de Sistemas Elétricos
C5 – Mercados de Eletricidade e Regulação

C6 – Sistemas Ativos de Distribuição e Recursos Energéticos Distribuídos


CALL FOR PAPERS - até 30.04.21


Confiram no site do evento as datas importantes e maiores informações sobre o call for papers!

X WORKSOT - A 10ª edição do  Workshop Internacional sobre Transformadores de Potência, Equipamentos de Transmissão e Distribuição, Subestações, Materiais e Tecnologias Emergentes, promovido pelo CIGRE-Brasil, através dos Comitês de Estudos A2, A3, B3 e D1, será realizado entre os dias 21 e 24 de novembro de 2021.

CIGRE-Brasil e Itaipu Binacional convidam a todos os seus associados e parceiros para reservarem estas datas na agenda para fazerem parte desse encontro em Foz do Iguaçu, cidade das maravilhosas Cataratas. Os espaços são limitados na exibição técnica - a EXPOWORKSPOT. Aproveitem as oportunidades oferecidas para apresentar sua empresa e produtos.

Fique atento!

A comissão técnica anuncia mais duas novidades para a 10ª edição:

  • MAIS uma prorrogação para submissão de resumos: 15.04.21
  • NOVO tema preferencial: Apresente seu artigo sobre suas experiências com os impactos da pandemia na operação, manutenção, logística, ensaios de aceitação, etc.

Confira demais informações, como o cronograma técnico e os temas preferenciais atualizados e demais detalhes no site do evento.

O nosso evento também pode ser conferido na edição mais recente da Electra - publicação técnica do CIGRE Internacional.

O workshop é uma promoção internacional do CIGRE-Brasil, que conta com a participação de especialistas de várias partes do mundo.


A publicação pode ser conferida na edição de outubro da revista. Acesse.

Agenda 

 
    ________________________________________________

FIQUEM ATENTOS: Parte dos eventos que aconteceriam em 2020 foram adiados. As novas datas estão sendo divulgadas conforme definição do Comitê Técnico do CIGRE-Brasil.

AGENDA DE EVENTOS

EVENTOS 2021


CE C6 - III SENCESF - Seminário Nacional CIGRE de Energia Solar Fotovoltaica
DATA PREVISTA  28 de abril - EVENTO ON-LINE

CE C3 - IX SMARS - Seminário Brasileiro de Meio Ambiente e Responsabilidade Social do Setor Elétrico 
NOVA DATA!  18 a 20 de maio - EVENTO ON-LINE

CE B5 - Workshop e Curso sobre Medição Fasorial e suas Aplicações em Proteção e Controle

DATA PREVISTA 25 a 27 de maio - Rio de Janeiro - RJ 

CE C2 - XVI EDAO Encontro para Debates de Assuntos de Operação
NOVA DATA! 07 a 09 de junho - EVENTO ON-LINE

CE B4Workshop e Tutorial 2020 Sistemas de HVDC no Brasil – Uma Realidade em Expansão  
NOVA DATA! 15 e 16 de junho - Rio de Janeiro - RJ   

CB - II SINTRE  - Seminário Internacional de Transmissão de Energia Elétrica: Inovação, Regulação e Qualidade do Serviço Público 

NOVA DATA!  24 e 25 de junho - Brasília - DF


CE B5 - XV STPC - Seminário Técnico de Proteção e Controle
NOVA DATA! 25 a 28 de outubro - Rio de Janeiro - RJ

CE C1/C2/C4 - XV SEPOPE - Simpósio de Especialistas em Planejamento da Operação e Expansão Elétrica

DATA PREVISTA 09 a 12 de novembro de 2021


CE A2/A3/B3/D1 - X WORKSPOT - Workshop Internacional sobre Transformadores de Potência, Equipamentos de Transmissão e Distribuição, Subestações, Materiais e Tecnologias Emergentes
NOVA DATA!
  21 a 24 de novembro - Foz do Iguaçu - PR

___________

Mais informações, acesse a seção do site, Eventos CIGRE-Brasil


CE A2/A3/B3/D1 - X WORKSPOT - Workshop Internacional sobre Transformadores de Potência, Equipamentos de Transmissão e Distribuição, Subestações, Materiais e Tecnologias Emergentes
NOVA DATA!  21 a 24 de novembro - Foz do Iguaçu - PR

___________

Mais informações, acesse a seção do site, Eventos CIGRE-Brasil

Caro (a) Associado (a),


Continue fazendo parte da nossa rede de especialistas do Setor Elétrico Nacional e Internacional, renove a sua matrícula e confira as vantagens e os valores das anuidades em 2021.


Maiores informações acesse o site na aba Associados.

IMPORTANTE: Estamos em fase de automatização dos nossos processos e neste ano temos uma novidade relativa à emissão dos boletos. Através de nossa nova ferramenta digital, o sistema SIG-CIGRE, é possível agilizar os serviços de cadastro de associados, eventos e financeiro, incluindo a emissão dos boletos referentes ao pagamento das anuidades. Sendo assim, a emissão deste documento é realizada através daplataforma IUGU, a qual se encontra integrada ao nosso sistema - vide imagem do novo boleto - encaminhado através do e-mail CIGRE-Brasil [email protected]


| Anuidades 2021 - Valores Reajustados e NOVO prazo!

Como é do conhecimento de todos, a crise da COVID-19 impactou a economia o que refletiu na significativa alta do Euro, entre os meses de dezembro de 2020 e janeiro de 2021.

Como é da prática do CIGRE-Brasil estabelecer uma relação de idoneidade e transparência com todos os seus associados, informamos que todo o valor arrecadado com as anuidades não é absorvido pela nossa instituição, mas sim transferido integralmente ao CIGRE-Paris, entidade a qual somos vinculados – e o que permite também a associação junto ao CIGRE Internacional.

Em decorrência do exposto, os valores das anuidades de 2021 precisaram ser reajustados, conforme divulgação a seguir.

A Diretoria Executiva e as equipes do CIGRE-Brasil com a compreensão de todos!


NOSSOS TIMES

Diretoria CIGRE-Brasil
Saulo José Nascimento Cisneiros
Diretor-Presidente
Iony Patriota de Siqueira
Diretor Técnico
Carla Damasceno Peixoto
Diretora de Assuntos Corporativos
Antonio Simões Pires
Diretor Financeiro


Equipe CIGRE-Brasil

Departamento de Comunicação & Eventos
Natasha de Decco
Gerente de Comunicação & Eventos
Gabriel Serafim Vieira
Desenvolvimento e Suporte de TI

Departamento Administrativo & Financeiro
Claudia Santo
Gerente Administrativo & Financeiro
Verônica Santos
Secretaria e Gestão de Associados
Leandro Taranto
Financeiro


Conselho Editorial
Carla Damasceno Peixoto
Diretora de Assuntos Corporativos
Natasha de Decco
Gerente de Comunicação & Eventos


Direção de Arte / Diagramação
Gabriel Serafim Vieira
Desenvolvimento e Suporte de TI
Natasha de Decco
Gerente de Comunicação & Eventos



Foto de Capa 

Willgard Krause por  Pixabay©

banco de imagens

CIGRE-Brasil
Praia do Flamengo 66, BL B
Salas 408 a 411
Rio de Janeiro - RJ - 22.210-903


caso você deseje remover seu cadastro de nossa lista, cancele o recebimento.

Denunciar abuso